Portaria do Ministério da Agricultura antecipa zoneamento para plantio do milho safrinha no Tocantins e em outros 11 Estados

Antecipação era reivindicada por agricultores, para permitir que os agentes financeiros e as seguradoras trabalhem melhor o enquadramento das operações do Proagro e do Seguro Rural.


A Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou, ainda, portarias antecipando o zoneamento para plantio do milho da segunda safra (janeiro e fevereiro), voltadas para o Tocantins e outras 11 unidades da federação. Normalmente, a publicação para a segunda safra nessas unidades da federação é feita em dezembro. Mas a antecipação era reivindicada por agricultores, para permitir que os agentes financeiros e as seguradoras trabalhem melhor o enquadramento das operações do Proagro e do Seguro Rural.

Além do Tocantins, são beneficiados o Acre, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia e São Paulo.

OUTRAS PORTARIAS

Portarias de Zoneamento de Risco Climático para o cultivo de milho publicadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nesta semana, incluíram pela primeira vez recomendações de plantio para o estado do Amapá. No caso desse estado, as recomendações se referem à safra de verão do produto, que compreende o período de outubro a dezembro.

Por integrar o Bioma Amazônico, o estado, assim como o Amazonas, por exemplo, enfrenta restrição a estímulos de produção agrícola, razão pela qual somente agora foi possível incluí-lo no estudo técnico. O zoneamento auxilia a gestão de riscos relacionados a fenômenos climáticos, como a estiagem, possibilitando ao produtor identificar o melhor período de semeadura de acordo com os diferentes tipos de solo e de ciclos de cultivares.

O secretário de Política Agrícola do Mapa, Neri Geller, explicou que, “a inclusão do Amapá,  permite aos agricultores do estado que produzem milho acessarem o Proagro (Programa de Garantia da Atividade Agropecuária) e o Seguro Rural”.

As portarias incluíram o risco para cultura do milho, também da safra de verão, em Roraima, Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. A partir da publicação, os agricultores devem seguir as recomendações do zoneamento, se desejarem acessar os programas do ministério. (Com informações do Mapa)

Verifique também

Estados que formam Matopiba devem produzir 25,4 milhões de toneladas de grãos em 8,8 milhões de hectares em 10 anos

O crescimento da produção na região será de 8,6%. Já o aumento da área produzida …

X